Páginas

WELCOME! / Bem vindos! / Bienvenidos! / Benvinguts! / Ongi etorri! / Bienvenue! / Benvenuti! / Wilkommen! / Welkom! / Välkommen! / Tervetuloa! / Üdvözöljük! / Hoşgeldiniz! / Добро пожаловать! / Καλώς ήρθατε! / გამარჯობა! / ようこそ! / 歡迎! / 환영합니다! / आपका स्वागत है! / வருக!


sábado, 24 de dezembro de 2016

Chrysler Caravan LE 1996/97

Véspera de Natal, tava descendo a rua e vi parada essa Caravan:






Verdadeira máquina do tempo, em estado de carro novo. Sem película escura nos vidros, com interior marrom, câmbio automático na coluna... Coisa linda demais! Me lembrou a época em que via esses carros rodando na rua recém-lançados! Nunca tinha visto por aqui...

Ilha do Governador, Rio de Janeiro - RJ.

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Adeus aos velhos carros americanos em Cuba?

Uma das grandes atrações das ruas de Havana, em Cuba, especialmente para os antigomobilistas, são os clássicos carros antigos que incrivelmente ainda funcionam e rodam pela cidade, dando a ela um toque e charme anacrônicos e um encanto especial.



Convém recordar que a presença destes carros clássicos, alguns em estado avançado de deterioração, é devido ao bloqueio econômico que durante décadas sofreu a ilha, e causou todos os tipos de problemas, inclusive no mercado automotivo.




Há quem diga que a virada nessa história teria começado com a visita do presidente dos EUA a Cuba e com isso o fim do embargo que perdurava há muito tempo. Essa abertura gradual daria início à mudança da frota de Cuba para carros novos, causando uma mudança da paisagem cubana em termos automobilísticos.

Na verdade, esses carros continuarão andando por lá por muitos e muitos anos. O preço de um 0km é proibitivo, além do mais os cubanos amam seus "almendrones", como chamam os modelos pré-embargo. São considerados patrimônio histórico e atração turística no país, tendo sua exportação sido, inclusive, proibida nos anos 90.

Apesar da reaproximação com os EUA, o governo americano mantém o bloqueio sobre a Ilha, o que torna o preço de tudo muito mais alto que no resto do mundo.


segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Chevrolet Opala 1974

Seguimos com um produto da indústria nacional do mesmo ano de setenta e quatro, também "de luxo"...







Caprichado demais, externa e internamente! Não sou nenhum especialista em Opala, mas percebi que tem os emblemas de "flor de lis" na coluna C e as finas faixas laterais da versão top "Gran Luxo", mas tem ao mesmo tempo os emblemas laterais, coluna B na cor do carro e o chapão traseiro da versão "de Luxo". Também não sei dizer o nome dessa cor, tampouco se é original... Mas sei reconhecer que o carro tá muito lindo! Dá pra ver ainda que o câmbio original na coluna ainda está lá! A julgar pela ausência do emblema "4100" no para-lama dianteiro, arrisco dizer que é um quatro-cilindros. Pela placa, já foi do Rio Grande do Sul...

Quem viu esse foi a amiga Ana Cerizze, que falou que tava tendo um casamento na igreja em frente, e a noiva chegou de Opala!

Florianópolis - SC.

VW Kombi Luxo 1974

Gostei demais dessa Kombi!



Nós que estamos inseridos no meio do carro antigo sabemos do assédio que só tem aumentado em cima das "nossas" Kombis, que estão sendo exportadas em quantidades exponenciais. Isso tem valorizado muito o modelo, o que acaba diminuindo a chance de vermos Kombis em estado de carro de uso, sendo usadas como tal... Ainda mais quando se trata de uma Luxo com quase tudo no lugar...

Ilha do Governador, Rio de Janeiro - RJ.

sábado, 26 de novembro de 2016

VW "Maggiolino"

Curioso foi que a minha tia já tinha me mandado há uns meses essas fotos de outro Fusca azul!





Esse já bem pertinho de casa, ainda que com placas de Roma, e mais simples que o irmão grego. Tons bem parecidos de azul!

Mais um da Regina Marques!

Milão, Itália.

VW "Σκαραβαίος"

Um país estreante com flagras aqui no blog!




Depois de 6 anos de blog, pela primeira vez posto fotos de um carro fotografado na Grécia! Minha tia está lá a passeio e me enviou as fotos desse Fusca (Σκαραβαίος, lê-se "Scaraveos", pros gregos) 1303S azul! Daí nós vemos que a paixão pelo besouro é mundial... Até hoje ainda roda em diversos cantos do mundo, junto com os carros mais novos!

Obrigado, tia Regina Marques!

Tessalônica, Grécia.

sábado, 19 de novembro de 2016

Citroën XM Break 1993

Quem é do Rio e é do meio do "carro velho" conhece bem esse fundo das fotos!




Que nave espacial, eu fico doido com esses carros! Não chegaria a ponto de ter um desse porque tenho "receio" quanto à manutenção, não tenha essa coragem que alguns têm! Mas acho simplesmente lindos esses carros franceses dessa época, principalmente as peruas. Justamente por conta do alto custo e dificuldade em manter um carro desse, à medida em que vão ficando velhos vão sendo sucateados e largados... Isso é um dos fatores que o faz ainda mais raro!

O amigo ainda fez um relato interessante quando me mandou as fotos: "Tem até o adesivo 'Total' no vidro traseiro! Lubrificante francês que deve ser o recomendado. (...) Depois de estacionado, o camarada saiu e acionou o fechamento automático. Daí a suspensão hidropneumática do carro deu uma rebaixada... Sensacional!".

Realmente é um carro extinto em estado espetacular de conservação...

Valeu por mais essa, Hugo Bueno!

São Cristóvão, Rio de Janeiro - RJ.

A foto de divulgação da época (ou algo que o valha) mostra por que a alcunha por mim utilizada de "nave espacial":

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Jaguar Mark V

Mais imagens que eu recebi e não me lembro quem mandou...



Não tenho muitas informações sobre esse carro, mas alguém disse que ele já não tá mais aí (não sei exatamente onde é "aí") e que foi vendido. É o tipo de carro que eu nunca tinha visto pessoalmente, até eu conhecer um parecido, Mark IV 1948, daqui da Rio, na exposição do Village Mall (em breve eu vou postar a cobertura desse evento, não tenho tido tempo pra editar as fotos). 

Essa geração durou de 49 a 51, e eu não sei qual o ano exato desse aí das fotos. Ainda tem placas amarelas, e aparentemente tá longe de ser um "projeto" impossível, graças ao local em que ficou parado. Certamente gasta-se muito na sua restauração, mas depois de pronto o que se tem nas mãos tem valor inestimável... Se alguém souber mais sobre ele, manifeste-se!

Rio de Janeiro - RJ.

Abaixo, folder de época, de 1948:

DKW Belcar 1963

Contemporâneo do Aero Willys do último post, simplesmente sumiram os dois da cena...









Não vivi na época, mas toda foto que eu vejo dos anos 60 é lotada de DKW pra tudo que é lado! Muito comumente utilizado como "carro de praça" na época, dividia as ruas com os Fusquinhas. Esses últimos ainda estão claramente vivos no dia-a-dia do nosso trânsito, sobretudo nas cidades do interior. As Belcar e Vemaguet, contudo, já entraram em extinção... 

Lindo exemplar sobrevivente, diga-se de passagem! Ainda dos primeiros anos, ainda tem as portas dianteiras suicidas, que os deixaram com a fama de "Deixavê", numa referência às horas em que as mulheres vestidas de saias ou vestidos saíam do carro pela porta da frente...

Quem viu foi ele, o Lucas Figueiredo!

São Paulo - SP.

Aero Willys 1968

Seguimos com os registros nas ruas...








Carro de exposição, com placa preta e em estado impecável! Tem tempo que não aparece um desse aqui no blog... Conhecido na época por "jipe de terno", devido ao estilo rústico de dirigir aliado ao conforto e posicionamento no mercado. Gosto demais da configuração marrom por fora e por dentro!

Mais uma do Lucas Figueiredo!

São Paulo - SP.

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Cadillac Convertible 1952

E como se não bastasse um, aí vai mais um Cadillac visto por um amigo!







De 52 pra 53 poucas mudanças foram feitas pela marca, mas o mais legal é que, enquanto o 53 é cupê, esse é conversível! Além disso, ainda conta com o kit continental na traseira, amado por uns e odiado por outros! Eu particularmente gosto demais, mas acho que gosto mais ainda sem! Que carro magnífico.

Quem viu foi o Gabriel Rocha!

Rio de Janeiro - RJ.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...