Páginas

WELCOME! / Bem vindos! / Bienvenidos! / Benvinguts! / Ongi etorri! / Bienvenue! / Benvenuti! / Wilkommen! / Welkom! / Välkommen! / Tervetuloa! / Üdvözöljük! / Hoşgeldiniz! / Добро пожаловать! / Καλώς ήρθατε! / გამარჯობა! / ようこそ! / 歡迎! / 환영합니다! / आपका स्वागत है! / வருக!


quinta-feira, 1 de setembro de 2011

LHM Phoenix 1985 (Réplica nacional da Mercedes-Benz 280 SL "Pagoda")

Com os preços proibitivos dos importados na década de 80, era comum que muitas empresas nacionais fizessem versões próprias e réplicas de alguns modelos em fibra de vidro. Embora muitos puristas discordem, eu considero que esse caso mostra uma réplica fiel da conversível alemã da década de 60, tradicionalmente conhecida por "Pagoda" (ou "Pagode"):



A alcunha se justifica pelo formato côncavo da capota, que faz lembrar o teto de templos asiáticos típicos. Assim também ficou mais conhecida a versão nacional, que era fabricada no Rio de Janeiro. Apesar de ter recebido o nome próprio de "Phoenix" pela fábrica LHM, essa denominação era conhecida por poucos.

As diferenças se limitam a meia dúzia de logotipo e alguns detalhes no interior: o painel se assemelha muito, mas os bancos e console central, menos. Seu motor é maior que o da original, usava mecânica do Opala, com o motor GM 4.100 cc de 6 cilindros. De quebra, ainda vinha com duas capotas: uma delas de lona e a outra rígida, de fibra de vidro. Na foto, vemos a capota rígida sendo utilizada.

Contribuição fantástica do Paulo Eduardo Vasconcelos!

Belo Horizonte - MG.

Na imagem abaixo, de um anúncio da época, um exemplar idêntico ao da foto:

"A reconquista da nobreza"

Repare que o logotipo "Phoenix" era praticamente idêntico ao da Mercedes-Benz. Quem olhasse de longe, dificilmente percebia a diferença. Ainda assim, era muito comum as próprias concessionárias venderem um kit de logotipos Mercedes-Benz prá substituírem os que vinham de fábrica.Alguns proprietários iam mais longe e trocavam outros itens, como lanternas e volante. A unidada fotografada tem todos os logotipos trocados, por exemplo.

O programa "Globo Repórter - 100 anos do automóvel", veiculado em 1986 mostrou a fábrica, alguns modelos como o desse post e uma pequena entrevista com o diretor da LHM:


Ainda teve uma breve, porém interessantíssima, matéria no Auto Esporte em 2008 sobre ela, que marcava muito claramente os pequenos detalhes que diferenciavam a original da "cópia":


Sem mais, fico por aqui!

3 comentários:

  1. Mônica Paiva Paiva (via facebook)25 de outubro de 2011 02:13

    Eu tenho uma 500 vermelha tbm

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho uma vermelha completamente arrumada e com documentos em ordem, gostaria de vende-la

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, eu tenho interesse. Poderia entrar em contato comigo no email cocadao@bol.com.br
      Obrigado
      Valdomiro

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...